Tag Archives: Perfumes

Conversinha básica sobre perfumes

27 abr

Tinha prometido a resenha do delineador em caneta da faces pra hoje, mas decidi fazer mais um teste antes de dar a palavra final…portanto vai ficar pro fim de semana!

Mas…..

Tenho uma novidade pra vocês!!!

De vez em quando vão aparecer por aqui pessoas queridas, que trarão assuntos interessantíssimos pra gente.

Pra começar, a visita de hoje é da querida Dâmaris do blog Village Beauté, adoro as renhas dela, principalmente quando se trata de perfumes.

Ela consegue fazer você viajar e decidir se quer ou não aquele cheirinho pra chamar de seu e por conta disso ela trouxe um apanhado básico pra gente ficar por dentro das famílias dos perfumes. Vale a pena ler até o fim…vocês vão adorar!

Olá querid@s leitor@s da Carol,
há uma semana essa menina que conheci no flickr e, desde então, nos toca por sua delicadeza, fez-me um convite muito especial. Tão especial que prontamente aceitei e cá estou para compartilhar um pouco com vocês o meu maior vício : perfumes. Amo fragrâncias, pois elas dialogam com as minhas memórias e sentimentos. Quem nunca sentiu um cheiro e voou para um momento delicioso do passado? Quem nunca sentiu um perfume e sentiu poderosa? Você também? Pois é…. e há muito a se conversar sobre perfumes.
Hoje cá estou para dialogarmos sobre as famílias dos perfumes? Perfume tem família? Sim, cada fragrância tem um conjunto de características que a definem e enquadram a um “sobrenome”. Vamos ver os principais:
– Floral: como o próprio nome sugere, os perfumes com essa classificação são produzidos com essências produzidas a partir de óleos extraídos de flores. Poderá ser 1 flor, ou muitas flores. Que cheirinho tem? Poderá ser o de rosas, jasmim, dama da noite, lírios, violetas, ah tantas quantas existem mundo afora. Há, inclusive, um perfume que dizem ter sido feito a partir de mil flores, e o nome dele é Flowerbomb. Em geral eles são adocicados, mas têm aquela nuance meio verdinha orvalhada que as flores têm. Um clássico floral é o J`adore, campeão de vendas da Dior, mas é a família olfativa mais comum, na perfumaria feminina.
– Amadeirado: na história da perfumaria os perfumes dessa família estão bem presentes nas fragrâncias masculinas. Geralmente são cheiros mais amargos, marcantes. Podem ter nuances de terra, musgo, casca. São muito usados como fundo para as fragrâncias, pois demoram mais tempo para evaporar da pele.
– Orientais: os meus preferidos ! Pense no cheirinho de canela, noz-moscada, pimenta, cravo, mel, orquídea, vanilla…hum! Muito bom. Os perfumes orientais têm cheiro quente e temperado. Ficam excelentes no inverno, pois esses cheiros sentimos, normalmente, nas estações mais frias, concordam?  Fixam muito também, em geral. Um exemplo recém lançado é o Madly Kenzo. Há um barato e muito especiarado que é o Silk.
– Cítricos: vários tipos de laranja, limão, melancia, pêra – são as principais frutas usadas na construção dos frutais. Você concorda que esses cheiros são a cara do verão? Então….os perfumes que indico para dias e noites de muito calor são, em sua maioria, frutais justamente por isso. São alegres, frescos e suculentos. Alguns chegam a provocar sede, de tão bons. Como essas notas evaporam rápido, os perfumes frutais cítricos duram menos tempo na pele.
– Frutais: pêssego, abacaxi, morango, manga, maracujá, frutas mais doces e menos cítricas. Também têm a cara do verão. Os perfumes da Jennifer Lopez, por exemplo.
– Fougère: lembra do cheiro confortável e sonolento da lavanda? E lembra do cheiro amargo do musgo? Imagine isso junto – são as fragrâncias fougère que contrastam opostos cheiros e produzem fragrâncias fortes que normalmente estão presentes nos perfumes masculinos. O Boticário tem uma acqua fougère. Acho chique, mas aconselho experimentar antes, pois esse contraste poderá provocar náuseas para quem não está acostumado à fragrâncias mais fortes.

– Gourmand: uma família mais nova, tem vinte anos, aproximadamente, e tenta reproduzir em perfumes cheiros que remetem à comidas doces. Sentimos muita baunilha misturada com frutas doces, cheiro de rosca, leite condensado, e assim por diante. Ficam ótimos no inverno, no verão é melhor passar longe! 🙂 Acho o Egeo Dolce gourmand, assim como o Angel e o Fantasy.

Essas são algumas das clássicas famílias, mas pode haver casamento entre elas! De forma que podemos ter um floral frutal, um floral amadeirado, e assim por diante!
Pense nos cheiros que você gosta de sentir e me diga: qual é a sua família olfativa preferida?

bjs

Dâmaris OBS

Não disse? Ela é fantástica!
Ah, a foto do post é dela…e ela tem uma mais linda que a outra…é só dar uma passeada pelo blog dela e se encantar.
Flor, obrigada por essa aula deliciosa sobre um assunto tão querido por nós….e ficaremos felizes sempre que você quiser nos visitar!
Eu adorei,e vocês?
Beijos e boa sexta.

Inspiração para segunda-feira: Nina Fantasy

23 abr

 

“Uma fragrância floral frutada gustativa que abre com notas suculentas de bergamota, mandarina da Sicilia e pêra. Flor de cerejeira delicada no coração é acompanhada por nuances românticas de rosa e heliotrópio. Mate, cana-de-açucar e absoluto de baunilha de Bourbon formam a base da fragrância.”

 

Para começar a semana muito bem, esse lindo…todo delicado, feminino e  “doce de trincar os dentes” como diria a querida Dâmaris do Village Beauté que fez uma resenha espetacular desse perfume, por conta disso nem me atrevo a dizer nada!

Se você quiser conhecer essa edição limitada do tão adorado Nina, é só dar uma passadinha no post que a Dâmaris fez sobre ele AQUI, vale a pena!

 

Eu já quero e vocês?

Docinho é comigo mesma!

 

Beijos e boa semana…

 

%d blogueiros gostam disto: